Home

Treino Fitness
A aproximação inteligente
A história da musculação
A importância de ser acompanhado
Acessórios para musculação
As vantagens das caminhadas
Barra recta ou barra W?
Doping
É necessário usar cinturão?
Erros
Hipertrofia
Mito: Musculação causa varizes
Motivação acima de tudo
Musculação durante a gravidez. Seguro?
Musculação para crianças
Musculação para idosos
Musculação para mulheres
No ginásio ou em casa
Qualidade vs Quantidade
Segurança-no-ginásio
Sobre a musculação
Um bom sono

Alimentação
A alimentação a ter
A importância dos hidratos de carbono
Barras proteicas
Batidos proteicos
Introdução Suplementos
Musculação para vegetarianos. Sim ou não?
Receitas de barras proteicas
Receitas de batidos
Suplementos em detalhe

Exercicios
Resumo de exercícios
Abdomen
Biceps
Costas
Glúteos
Ombros
Peitoral
Pernas
Pescoço
Triceps

Lesões
A lesão mais frequente: Tendinite
Cãibras musculares
Lesões nos joelhos
Prevenção de lesões

Secçoes
Pesquisar
Contato
Condições de uso

Treino Fitness » Doping

DopingO doping é a utilização de substâncias que aumentam artificialmente o desempenho em qualquer desporto, sejam essas substâncias nocivas à saúde do atleta ou adversários ou mesmo contra o espírito de jogo. Isto é considerado doping, segundo as regras da AMA (Agência Mundial Antidoping).

Estas regras entraram em vigor no dia 1 de Janeiro de 2004, o que fez com que se criasse alguns procedimentos para combater o doping. É proibido o fornecimento de substâncias que violem as regras da AMA. Devido à evolução dos produtos farmacêuticos e da medicina em geral, é necessária também a evolução e melhoramento das regras antidopagem. Isto obriga a que qualquer atleta ou treinador procure sempre informações acerca de qualquer produto / suplemento de forma a confirmar se o mesmo não quebras as regras de antidoping.

Os casos de doping não acontecem devido aos desportos que são praticados mas sim devido aos atletas que o praticam. Em qualquer desporto ou prática o homem tenta sempre superar-se a si e aos outros, e isto vê-se ao longo dos séculos. Diz-se que isto acontece desde o tempo de Adão e Eva, quando Eva disse a Adão que ao comer a Maçã proibida que ele iria ter a força de Deus.

Muitas das substâncias se forem utilizadas em doses reduzidas, não é considerado doping (como a cafeína), contudo em altas doses, já poderá infringir as regras da AMA.

Existem vários tipos de medicamentos e drogas que são considerados doping, pelo que descrevemos invés os grupos em que são divididos:

Agentes Anabólicos: Aumentam a dimensão dos músculos.

Estimulantes: Actuam no sistema nervoso, de forma a simular adrenalina. Alguns exemplos: anfetaminas, cafeína, cocaína, pseudoefedrina, etc.

Analgésicos Narcóticos: Agem também sobre o sistema nervoso, contudo estes diminuem a sensação de dor. Alguns exemplos: codeína, morfina, petidina, propoxifeno.

Betabloqueadores: Diminuem a pressão arterial, fazendo com que o corpo não trema tanto como o normal. Estes tipos de substâncias são mais utilizadas em desportos que necessitem de concentração e precisão, como qualquer competição de tiro ao alvo. Alguns exemplos: atenol e propranolol.

Diuréticos: Aumenta a excreção e consequentemente a perda de peso. Também são utilizados para esconder vestígios de doping. Alguns exemplos: furosemide, hidroclorotiazinicos, triantereno.

Peptídeos hormonais: Aumenta o volume e a melhora a potência dos músculos. Alguns exemplos: corticotropina, eritropeitina e hormonas de crescimento.