Home

Treino Fitness
A aproximação inteligente
A história da musculação
A importância de ser acompanhado
Acessórios para musculação
As vantagens das caminhadas
Barra recta ou barra W?
Doping
É necessário usar cinturão?
Erros
Hipertrofia
Mito: Musculação causa varizes
Motivação acima de tudo
Musculação durante a gravidez. Seguro?
Musculação para crianças
Musculação para idosos
Musculação para mulheres
No ginásio ou em casa
Qualidade vs Quantidade
Segurança-no-ginásio
Sobre a musculação
Um bom sono

Alimentação
A alimentação a ter
A importância dos hidratos de carbono
Barras proteicas
Batidos proteicos
Introdução Suplementos
Musculação para vegetarianos. Sim ou não?
Receitas de barras proteicas
Receitas de batidos
Suplementos em detalhe

Exercicios
Resumo de exercícios
Abdomen
Biceps
Costas
Glúteos
Ombros
Peitoral
Pernas
Pescoço
Triceps

Lesões
A lesão mais frequente: Tendinite
Cãibras musculares
Lesões nos joelhos
Prevenção de lesões

Secçoes
Pesquisar
Contato
Condições de uso

Treino Fitness » A importância de ser acompanhado

A importância de ser acompanhadoJá foi referido em vários artigos, pelo que aproveitamos para falar exclusivamente neles e nas suas relações com os clientes. Falamos claro de instrutores. Estes instrutores tiveram a formação e têm muita experiencia quando se fala em exercícios e em musculação. Eles são as pessoas indicadas para vos ajudarem a definir qual a tabela de exercícios a executar, que tipo de dieta a seguir, etc. Eles também supervisionam o treino para vos mostrar o que está de errado ou o que deve ser melhorado.

Qualquer tipo de dúvida que tenha poderá sempre procurar em livros, na Internet ou pedir conselhos aos seus amigos, contudo o instrutor saberá melhor do que ninguém o que fazer, pois as dúvidas são comuns e eles estão preparados a responder. Mesmo que tenha algum tipo de problema físico que o impeça de conseguir executar certos exercícios, os instrutores conseguem encontrar os melhores tipos de exercícios a praticar.

Apesar de ser uma opção bastante mais dispendiosa, para quem treina em casa também pode contratar um personal trainer (treinador pessoal). A vantagem de ter um personal trainer é no facto de ele o acompanhar detalhadamente todos os exercícios que faz, como também todos os ganhos e perdas. Se vermos por outro lado, sem qualquer tipo de acompanhamento se treinar-mos em casa, corre-se o risco de estar-mos a executar um exercício de forma errada, o que pode levar a uma lesão e custos médicos (visto num ponto de vista extremo, claro).

Infelizmente, devido à facilidade de acesso aos meios informativos existentes (revistas, livros, televisão, Internet, etc.), muitas pessoas acabam por abdicar de acompanhamento e apenas cingem-se ao que lêem. Isto é um erro muito grave visto que por muito correcto que seja o que nos dizem, um livro não nos garante que certo exercício é adequado ao tipo de estrutura física que temos e que nos está ser benéfico. Este tipo de meios serve para nos dar dicas e ficarmos mais a conhecer todo um mundo que existe à volta da musculação, mas de forma alguma é um substituto de um instrutor.

Um treinador pessoal poderá ser o ideal de quem pretende fazer da divisão da casa um ginásio, pois como é dito no artigo “No ginásio ou em casa?”, treinar em casa pode ser algo muito solitário e sem o acompanhamento devido, pelo que ao termos um treinador, sente-se não só muito mais conforto com também segurança e ainda é uma boa forma de socializar.

Por último, gostaríamos de reforçar que, apesar de os instrutores serem cruciais para um trabalho muscular perfeito, eles não vão dar a conhecer quaisquer tipos de milagres para ficarem autênticos lutadores de wresling em três dias, mas eles vão certamente ajudam a que se mantenham no bom caminho para conseguir realizar os vossos objectivos.