Home

Treino Fitness
A aproximação inteligente
A história da musculação
A importância de ser acompanhado
Acessórios para musculação
As vantagens das caminhadas
Barra recta ou barra W?
Doping
É necessário usar cinturão?
Erros
Hipertrofia
Mito: Musculação causa varizes
Motivação acima de tudo
Musculação durante a gravidez. Seguro?
Musculação para crianças
Musculação para idosos
Musculação para mulheres
No ginásio ou em casa
Qualidade vs Quantidade
Segurança-no-ginásio
Sobre a musculação
Um bom sono

Alimentação
A alimentação a ter
A importância dos hidratos de carbono
Barras proteicas
Batidos proteicos
Introdução Suplementos
Musculação para vegetarianos. Sim ou não?
Receitas de barras proteicas
Receitas de batidos
Suplementos em detalhe

Exercicios
Resumo de exercícios
Abdomen
Biceps
Costas
Glúteos
Ombros
Peitoral
Pernas
Pescoço
Triceps

Lesões
A lesão mais frequente: Tendinite
Cãibras musculares
Lesões nos joelhos
Prevenção de lesões

Secçoes
Pesquisar
Contato
Musculação
Amor
Plantas
Nova Iorque
Condições de uso

Lesões » Prevenção de lesões

Prevenção de lesõesNão só é necessário conhecer as lesões que possamos ter durante algum tipo de acidente no treino ou mesmo quando não executamos um exercício da forma mais correcta, mas também é importante saber como evitar estas lesões. Neste artigo vamos dar algumas dicas para que possamos evitar alguns riscos desnecessários a fim de a probabilidade de nos lesionar seja bastante menor.

Um bom aquecimento

Esta é a regra base de prevenção de lesões. Antes de começarmos a treinar, é muito importante aquecer, de forma a preparar os músculos para o esforço que vai ser feito nos próximos momentos. Se os músculos não estiverem aquecidos o suficiente, a probabilidade de ocorrer algum tipo de lesão é maior. Por exemplo, se não aquecermos os pulsos e os braços devidamente, a probabilidade de aparecer uma tendinite é maior.

Exercícios executados de forma correcta

Mesmo com um bom aquecimento feito antes do exercício, se o próprio exercício não for executado de forma correcta, muito facilmente se sai dele lesionado. Este tipo de situações acontecem mais quando executamos exercícios em casa, visto que a grande maioria das pessoas não tem a possibilidade ou não acha necessário ter um treinador pessoal que os acompanhe nos seus treinos. É qualquer que no ginásio também existe a possibilidade de ficar lesionado, contudo com o acompanhamento e supervisionamento de um instrutor, ele vai indicar quando é que está a executar mal o exercício e qual a forma correcta de o fazer.

Alimentação

Por muito que falemos da importância das proteínas para um bom fortalecimento dos músculos, todos os outros nutrientes são importantes para manter um corpo saudável e capaz de acatar qualquer tipo de treino. É necessário que o corpo humano disponha de todas as vitaminas, cálcio, ferro, etc., para que não haja qualquer momento de fraqueza ou mesmo o corpo não aguente um certo nível de esforço que deveria ser normal para um atleta. Também importante é não ir “empanturrado” ou “esfomeado” para o ginásio. Se tiver o estômago cheio demais, poderá sentir-se mal durante o seu treino e até vomitar. O mesmo acontece quando treina cheio de forma, pois está mais propicio a momentos de fraqueza devido à falta de alimentação.

Vestuário

Escusado será dizer que ir de calças de ganga limita os movimentos das pernas, o que não só prejudica o nosso treino como também influencia a execução correcta do exercício (e que consequentemente como já falamos, ficamos mais propícios a ficar lesionados). Um bom fato de treino ou outro tipo de vestuário direccionado para o desporto é o ideal para conseguirmos tirar o máximo do nosso corpo.

Acessórios e máquinas

Esta parte talvez seja mais destinada para quem gere ginásios, mas também serve para quem possui acessórios e máquinas em casa. É importante antes de mais, que os acessórios que estamos a utilizar são apropriados para o exercício em causa. Usar objectos alternativos que não foram desenhados para treino não são os mais indicados pois não só não se obtém ganhos na totalidade como o esforço poderá ser maior e eles poderão nem ser seguros.

Também é preciso ter alguma precaução com as máquinas. Elas servem para executar os exercícios que se encontram no manual / por aqueles que o instrutor indica. Inventar novos tipos de exercícios pode não só ser nada proveitoso como também perigoso, devido ao desenho das máquinas em causa. É também necessário certificar que a máquina ainda se encontra em bom estado para ser usada. Uma máquina velha pode estar enferrujada ou já com algumas zonas mais soltas, pelo que o esforço poderá ser acrescido e pior ainda, uma máquina danificada pode-se partir a qualquer momento e algo muito grave pode acontecer (com algum azar).